Um pouco de diversão

Knightmare

Olá pessoal, hoje vamos falar de mais um grande clássico do MSX, e na minha opinião um dos melhores de sua época.

A história:
Afrodite, a deusa do amor e da beleza, foi aprisionada no Castelo dos Pesadelos do Demônio dos Subterrâneos… e resgatá-la é a tarefa do apaixonado herói Popolon.

Em uma longa jornada até o Castelo dos Pesadelos, Popolon já perdia as esperanças por não encontrá-la. Suas noites eram povoadas por terríveis pesadelos, com as terríveis criaturas que ameaçavam sua amada.

Uma noite, entretanto, Popolon teve um sonho diferente. Hera, irmã de Zeus, veio visitar seus sonhos e contou-lhe a localização do Castelo dos Pesadelos: além das escarpas do Monte Atos.

Hera deu-lhe ainda um conselho: para que usasse sabiamente as jóias que Afrodite lhe deixou pelo caminho, bem como os cristais mágicos enviados do Olimpo para que consiga encontrar e resgatar Afrodite.

Com sua esperança renovada e a proteção de Hera, Popolon partiu em direção ao Monte Atos… Conseguirá Popolon resgatar sua amada a tempo?

O jogo:

Knightmare foi criado em 1986 pela Konami com o rótulo de “Romantic Action Game” (termo dado aos jogos de ação cujo objetivo é salvar a sua amada). Foi graças a este jogo que a Konami consolidou-se de vez como a maior softhouse de games de MSX do Japão, mantendo-se fielmente no cargo até o fim da sua participação no mundo MSX em agosto de 1991.

Ao todo, o jogo tem 8 fases de ação ininterrupta e que vão fazer você pensar duas os três vezes antes de pegar os itens especiais durante o jogo. Após o final do jogo, você vai pra fase 9 – que é a fase 1 de novo – só que com um grau de dificuldade a mais, como os tiros dos inimigos que ficam mais rápidos e uma exigência maior de habilidade.

Gráficos:
Knightmare é um jogo de ação com scroll vertical e ângulo de visão superior. Seus gráficos são muito bons mesmo sendo para um simples MSX 1, o que mostra que a Konami sabia muito bem o que fazer com seus jogos. Tirar leite de pedra é uma regra que a softhouse fez no MSX e ainda faz até hoje. Todos os inimigos são visualmente bonitos e os movimentos são perfeitos.

As fases são um destaque à parte. Cada uma delas lhe coloca em situações diferentes que devem ser resolvidos rapidamente. A fase 7 (foto ao lado) por exemplo, deixa o jogador em desespero pois você tem que atirar para descobrir onde está a ponte ao mesmo tempo em que muitos fantasmas vermelhos ficam invisíveis quando você atira. É o famoso “se correr, o bicho pega, se ficar, o bicho come”.

Músicas e efeitos sonoros:
Outro ponto forte do jogo. As músicas de Knightmare são viciantes. Tudo bem que as principais são 6 (a do Play Start, as duas BGM que tocam durante as fases, a do final do jogo, a que o Popolon morre e o tema do Game Over), mas mesmo assim são muito bem feitas. Destaque para as BGMs. Elas são um pouco curtas, mas não tem como não se empolgar. Um trabalho muito bem feito da senhorita Miki Higashino, a responsável direta pelos temas do jogo não sairem da minha mente nos últimos 21 anos. Os efeitos sonoros também estão perfeitos. Tudo colocado milimimetricamente certo.

Jogabilidade:

Knightmare requer muita habilidade e precisão. Deve-se dosar muito bem qual arma usar, o quanto de velocidade deve ser adicionada ao Popolon e uma boa estratégia para acumular pontos. Com o tempo, você vai memorizando a sequência de como os inimigos aparecem, mas dependendo do seu progresso, a sequência muda e aí complica bastante. Mas nada que tire o brilho do jogo.

Conclusão:
Knightmare é um jogo viciante e empolgante. É uma mostra impecável do que se pode fazer com apenas 32kb de tamanho. Músicas excelentes, efeitos sonoros incríveis e um grau de dificuldade altamente desafiador a cada fase foram colocados neste jogaço na dosagem certa. É um jogo obrigatório pra quem possui um MSX em casa.

Um ano depois, em 1987, Knightmare ganhou uma continuação: Knightmare II – The Maze Of Galious. E a saga encerrou-se com o adventure Knightmare III – Shalom, de 1988. Mas falaremos deles mais tarde.

Macetes do jogo:
– Invencibilidade temporária:
Para ficar invencível temporariamente, segure as teclas Seta para Esquerda, Seta para Direita, SELECT e Y na tela-título. Mantenha as teclas pressionadas, mas solte e aperte SELECT – pra facilitar o trabalho. Assim que começar a fase, solte as teclas e aperte SELECT. Popoulon ficará invisível por 99 segundos, e pra voltar a ficar imune, pressione SELECT depois do tempo acabar. A imunidade não funcionará se você tocar no chefão da fase, morrer afogado ou ficar preso entre a tela e um obstáculo.

– 25 Vidas:
É o mesmo procedimento de ficar invencível, só que use a letra N em vez do Y.

– Usar os Cristais mais de uma vez:
Tente achar a jóia mágica que faz parar o tempo (a Rainha do xadrez em vermelho). Depois fique atirando até ouvir o som caratcerístico de que está acertando um dos Cristais de Armas ou de Poder. Pegue a Jóia Mágica ANTES do cristal aparecer na tela. Agora atire no cristal até você escolher sua arma. Depois do tempo acabar, o mesmo cristal vai aparecer de novo, mas com o jogo rolando.

– Saídas ocultas:
Em certos lugares das fases 1, 2, 3 e 4, dois blocos misteriosos escondem uma saída que levará o nosso herói para a próxima fase sem a necessidade de enfrentar o monstro no final dela. Geralmente, ele só aparece quando a fase é superada e depois de você perder o jogo.

Curiosidades:
– Em 1989, uma empresa brasileira chamada Forte II Games lançou para os fliperamas o jogo “Pesadelo“, que nada mais é do que o Knightmare hackeado e instalado num MSX 1 miniaturizado numa plaquinha com os três processadores.

[]´s

MsxRevival

Fonte: Gagá Games,Cemetery Games

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s