Projeto BR-X (Construa seu MSX) – Parte 6

Olá pessoal;

No ultimo post da série da qual adquiri o processador Zilog Z80A, tive a oportunidade de realizar alguns testes, e obtive algumas conclusões positivas e negativas que gostaria de destacar aqui;

Pontos positivos;

– Toneladas de informações disponíveis, inclusive toneladas de programas de décadas já criados que podem ser utilizados, inclusive os que foram projetados para o processador 8088, isso graças a seu projeto ter sido modelado tendo o mesmo como base.

– Inúmeros projetos criados por muita gente competente que nos dá base para muitos entendimentos de seu funcionamento.

– Muito simples de entender.

– Muito usado com sucesso ainda hoje.

Ainda existem inúmeros pontos positivos sobre o veterano Z80 que poderia relatar aqui, poderia encher uma página do blog a respeito disso, mas não é pra isso que estou aqui e sim para construir um novo MSX.

Dentre essa análise preliminar sobre aonde quero chegar começei a dar voltas em minha cabeça e imaginar as possíveis expansões que gostaria de fazer no sistema e a possibilidade de leva-lo a uma nova geração, quem sabe 16 ou 32 bits.

Realizei inúmeros rascunhos, horas intermináveis de rabiscos, cálculos, esquemas e inúmeras coisas que pensei para que pudesse fazer com que esse projeto de certo.

Pensando em todas as possibilidades cai em um problema, que deve ser velho conhecido de quem já tentou projetar um MSX, como não sei como andaram esses projetos, não tenho como ter de parâmetros, mas de qualquer modo relato aqui em minhas anotações como pontos negativos.

Ponto Negativo;

– Simplesmente por ser um processador de 8 bits, com quase 40 anos de existência, sendo um forte limitador para projetos avançados.

De um modo geral, o que quero dizer a quem acompanha meu blog, e é entusiasta da retrocomputação que decidi testar também o processador Zilog Z382 que é um processador de 32 bits das qual caso obtenha sucesso pretendo incorporar no projeto junto ao Z80.

Você deve estar se perguntando, como vc vai fazer isso ? Pretende utilizar os dois processadores no mesmo projeto ? Entre inúmeras coisas.

Na verdade começei a estudar esse processador como forma de entender se posso usa-lo simplesmente e manter total compatibilidade com o velho z80, ou então fazer trabalhar em conjunto com o veterano.

Dessa forma como posicionamento ao pessoal informo que participam desse projeto o Z80A e o Z382, ambos da Zilog, pois estes estão fazendo parte dos estudos do projeto BR-X.

O que quero com isso é trazer o MSX da plataforma dos atuais  8 bits para os 32 bits, sem emulação.

A Arquitetura Z380;

Operando a 20 MHz a arquitetura do Z380, apresenta um quadro de comutação rápida através de quatro bancos de registro, que permite que o processador Z382 responda rapidamente às interrupções ao alternar entre tarefas.

Melhorias adicionais, que produzem o dobro do desempenho do Z180 (TM) e tanto quanto oito vezes maior do que o Z80 (R), incluem dois ciclos por instrução, 16MB de espaço de endereçamento linear, conjunto de instruções de 16 e 32-bits.

Todos os projetos baseados no Z80/180 podem facilmente portar seus projetos existentes para o código compatível com o código Z380 sem descartar o investimento em desenvolvimento de código.

Pinagem do Z382

Resumindo;

A plataforma MSX como todos sabem não é simplesmente o Z80, é um conjunto de componentes que o tornou tão versátil, se não fosse assim, todos os programas criados para outros micros da época rodariam no MSX sem precisar de adaptação, o que na verdade não aconteçe, na verdade deve existir a conversão do programa levando-se em conta os recursos do equipamento.

Por isso muitas vezes essas conversões não ficam boas, salvo algumas excessões.

Irei experimentar o Z382 para que possa verificar se ele pode realmente contribuir com o projeto de um modo a dar esse upgrade ao padrão, e caso positivo irei dar continuidade com ele na placa de testes.

Caso ele não comprove a eficácia no projeto, estarei estudando outros processadores.

Até o próximo post;

MsxRevival

Anúncios

2 comentários em “Projeto BR-X (Construa seu MSX) – Parte 6

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s