Novos projetos vem por ai…

Olá galera,

Nossa mente aqui não para de borbulhar idéias de muitos projetos para a plataforma MSX e nada melhor do que a ajuda de vocês na busca dessas respostas.

Gostariamos que a comunidade se envolva nos comentários sobre novos projetos, nos ajudando nas opiniões e novas idéias.

Estamos trabalhando duro para trazer novidades, em nossa pauta de desenvolvimento;

Controladora de drive e HD;

Cartão 80 colunas;

Cartão SD;

Dispositivos USB no MSX;

Transformação MSX 1 em MSX 2;

Transformação MSX 1 em MSX 2+;

FPGA (V9938,V9958) placa VGA (800X600);

Transformação MSX 1 em Turbo R (FPGA);

Br-X (este ultimo é a proposta de construir um novo MSX, compativel com todas as versões recentes e uma nova proposta de MSX atualizado);

Acima as idéias que chegaram pra gente através de emails de diversos locais do mundo, todas elas estão em pauta para analisar viabilidade técnica de desenvolvimento.

Agradeço a todos.

MsxRevival;

Anúncios

5 comentários em “Novos projetos vem por ai…

  1. Dado que as máquinas MSX a venda estão se esgotando, recomendo criar uma nova versão do MSX caso se pretenda que ele continue vivo pelos próximos 10 anos. Usem um nome genérico para o projeto, como um MXS 3.0 para evitar processos. Alternativa 1 – Visto que é possível emular um MSX2 em uma pequena board FPGA, porque não partir deste conceito e ampliar os requisitos de vídeo e audio lançando uma versão melhorada do MSX 3.0, além de permitir a conexão de sensores, ethernet, etc, tal como o Arduino. Alternativa 2 – Visto que é possível emular um MSX 2 em uma pequena board de PC, porque não partir desta plataforma e criar um hardware que garanta a compatibilidade dos dispositivos MSX neste computador. Visto que temos emuladores Linux para o MSX Turbo R, o destaque mesmo é o entorno do projeto, ou seja, um gabinete + teclado USB pintado/adesivado com as cores do MSX já fariam a alegria dos fãs. Com um conector de slot de cartuchos teríamos um MSX Turbo R em casa construído com peças de PC. A distro linux poderia ser a mais simples, em pendrive, e que abrisse diretamente o MSX.

  2. acho que nem precisa ser um “msx3” – acho que para um fpga, seguir a norma do turbo-r, com suporte a gfx9000, e alguma quantidade de ram paginada “minimamente decente” – já acho que é mais do que suficiente – reparem que a ascii ficou pelo clone do msx2 há uns 7 anos atrás – outra coisa que poderia fazer jeito é implementar um interpretador basic no projecto C-Bios para não termos de usar as roms da Microsoft…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s