Para conhecimento de todos…

Olá pessoal,

Antes de dar prosseguimento a construção de nosso adaptador de teclado, gostaria de contar um pouco da história do nosso MSX, e alguns termos técnicos que estou usando frequentemente no site.

RAM – Random Access Memory (memória de acesso aleatório),é um tipo de memória que permite a leitura e a escrita, utilizada como memória primária em sistemas eletrônicos digitais.

Memória de acesso aleatório (RAM) é uma forma de armazenamento de dados de computador. Hoje, ela toma a forma de circuitos integrados que permitem que os dados armazenados sejam acessados em qualquer ordem.

A memória RAM é um componente essencial não apenas nos computadores pessoais, mas em qualquer tipo de computador. Por mais que exista espaço de armazenamento disponível, na forma de um HD ou memória flash, é sempre necessária uma certa quantidade de memória RAM e, naturalmente, quanto mais melhor.

ROM – Read Only Memory (memória apenas de leitura),é um tipo de memória que permite apenas a leitura, ou seja, as suas informações são gravadas pelo fabricante uma única vez e após isso não podem ser alteradas ou apagadas, somente acessadas. São memórias cujo conteúdo é gravado permanentemente.

Uma memória somente de leitura propriamente dita vem com seu conteúdo gravado durante a fabricação. Atualmente, o termo Memória ROM é usado informalmente para indicar uma gama de tipos de memória que são usadas apenas para a leitura na operação principal de dispositivos eletrônicos digitais, mas possivelmente podem ser escritas por meio de mecanismos especiais

PPI – O Chip (Intel 8255A (Programmable Pheripheral Interface), controla os periféricos de entrada e saída, como o teclado e o gravador cassete. A memória de vídeo, de 16KB, era independente da memória principal, e endereçada diretamente pelo processador de vídeo. É a pedra de toque que faz a diferença no MSX.

O padrão MSX é baseado no microprocessador Z-80A (Zilog) de 8 bits, com um clock de 3,58Mhz. O microprocessador era capaz de operar a até 4MHz, mas, provavelmente por questão de economia, os fabricantes preferiram usar um cristal comum de TV em cores. Havia também um processador para vídeo (Texas Instruments TMS9918) e outro para o áudio (General Instruments AY-3-8910).

Evolução do MSX

Acima um MSX 2+, o FS-A1WSX, da Panasonic

Houve quatro gerações do equipamento:

  • MSX 1 (1983) – palheta de 16 cores (o que estamos focando no blog atualmente);
  • MSX 2 (1986) – palheta de 512 cores;
  • MSX 2+ (1988) – palheta de 19268 cores;
  • MSX turboR (1990) – palheta de 19268 cores.

O assunto em torno do MSX é muito extenso, e vamos dedicar muito espaço sobre isso aqui no site.

No próximo post vamos continuar a construção de nosso adaptador de teclado.

Até a próxima;

MsxRevival

(*) maior parte da fonte desse documento foi extraída da wikipédia e também de alguns sites da internet.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s